imagem header

Plantio de pimentões em estufa

21/12/2018

O pimentão é uma das dez hortaliças mais plantadas no Brasil. Segundo a Embrapa, a área ocupada, por ano, equivale a 13 mil hectares com produção de 350 mil toneladas dos frutos. Cientificamente, o pimentão é chamado de Capsicum annumm L.

As principais modalidades de cultivo da horticultura são o plantio a campo aberto em canteiros com cobertura de plástico (mulching), em estufas e em telados. Em Wenceslau Braz, no interior do Paraná, a Fazenda Takii de Moura cultiva pimentões em estufa. São duas estufas com três plantas que produzem 1.440 caixas de pimentão a cada colheita.

O plantio

Segundo a cartilha “Pimentão: saiba como cultivar hortaliças para colher bons negócios” publicada pela Embrapa em 2012, as estufas devem ter pé-direito de 2,2 a 2,6 metros de altura, em sua maioria com 7 metros de largura por 50 metros de comprimento. Elas devem também ser cobertas com filme de 75 a 150 micras. O plantio, de forma geral, é feito em fileira simples ou dupla, com sistema de irrigação por gotejamento e adubação complementar via fertirrigação.

As Vantagens

As vantagens do plantio em estufa, ainda pela Embrapa, são: a colheita na entressafra, a precocidade na colheita, a ampliação do período de safra, a melhoria na qualidade e a redução dos gastos com agrotóxicos, adubos e mão de obra.

Mais Notícias