imagem header

Como proteger a lavoura em dias frios

06/07/2018

O inverno pode ser um complicador da atividade rural, pois determinados níveis de frio prejudica o desenvolvimento das culturas e favorece o aparecimento de doenças. Para proteger a lavoura os produtores investem em manejos e melhoram a produtividade durante as baixas estações.

Cobertura de plástico e sombrite

As culturas de verão que são produzidas no inverno precisam de proteção, principalmente para os casos de geadas. Uma forma eficaz para áreas menores, como a produção de tomate, pimentão e pepino, é a cobertura plástica. Ela veda a produção e evita o contato com a geada. Em entrevista para o G1, Dábio Luiz Scalco, técnico agrícola da Emater/RS, explica que a estrutura, para cada metro quadrado de proteção precisa de no mínimo 400 metros quadrados de área física protegida por três metros quadrados de ar. Isso se destina a armazenar o calor. No caso do sombrite, é a utilização de telas de sombreamento que protegem as plantas do sol, e ajuda também a proteger em períodos de chuva e geada, em casos menos severos.

Proteção do caule e novas mudas no café

Em lavouras de café entre seis e 24 meses de idade, especialistas do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) indicam que os agricultores devem amontoar terra no entorno dos caules para proteger as gemas e facilitar a rebrota. Para plantios novos a indicação é enterrar as mudas, sempre que houver aviso de geada.

Aspersão e nebulização

O estudo Geadas: condições de ocorrência e cuidados, divulgado pela Cepagri/Unicamp, aponta que o melhor método de proteção em culturas hortículas, viveiros ou plantas jovens é por meio da irrigação em algumas horas antes da ocorrência. Um método mais simples, como cobrir as mudas também pode auxiliar no manejo. Métodos como queima de pneus ou de outras substâncias não possuem nenhum efeito preventivo.

No caso da nebulização, há a interrupção da radiação de calor do solo e do ar. O processo funciona como um espelho que impede a propagação desses elementos. Entre os métodos mais conhecidos, está o uso de aparelhos termonebulizadores.

Mais Notícias